Projecto para a construção de um museu dos direitos humanos

Aristides Sousa Mendes, cônsul português de Bordéus que salvou 10.000 judeus dos nazis, vai ser homenageado a 10 de Dezembro e 26 de Janeiro, numa iniciativa que visa angariar fundos para a construção de um museu dos direitos humanos.
A homenagem nacional a Aristides e Angelina de Sousa Mendes tem início a 10 de Dezembro com a inauguração de uma escultura memorial no jardim do Arco do Cego, em Lisboa, de autoria do mestre Manuel Carmo, dedicada ao diplomata português; A 26 de Janeiro haverá uma gala no Coliseu dos Recreios, que visa a angariação de fundos para reconstruir a casa de família do cônsul, em Cabanas de Viriato, Carregal do Sal, para aí instalar um Museu da Paz e dos Direitos Humanos.
Esta homenagem é organizada pela Fundação Aristides de Sousa Mendes e pela Comissão Organizadora da Homenagem Nacional a Aristides e Angelina de Sousa Mendes, sendo a Comissão de Honra presidida pelo Presidente da República, Cavaco Silva.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: